Home| Quem Somos| Cursos| Serviços| Agenda| Contato    
 
       

Sustentabilidade Artística - Editais ou o Próprio Bolso?

A sustentabilidade artística é um desafio comum entre todos os artistas, comprovado pela variedade de profissionais que estavam reunidos na tarde do sábado,19, na 15ª edição do Papo de Artista. Escritores, músicos, artistas plásticos e demais profissionais relacionados à arte que buscam soluções para poder atuar de forma profissional e não como um hobby em um cenário complicado, onde os limitados incentivos do governo mais parecem um concurso público de cinco vagas e mil candidatos, como definiu a mediadora do debate, a artista plástica Gaby Benedict.

Para debater o assunto esteve presente a gestora cultural Adriana Donato que contribuiu com sua experiência com projetos culturais, tanto no MinC como na sua própria agência, a Gaius Maecenas. Adriana explicou a diferença entre Prêmio, Edital e Lei de Incentivo dando uma clarificante explicação sobre as mudanças propostas para esta última. Atualmente, leis de Incentivo são polêmicas pois beneficiam os projetos que atendem as exigências sem basear-se no mérito, e por isso que grandes eventos, como Cirque Du Soleil concorrem com pequenos projetos locais, deixando estes em desvantagem. Com as alterações, haverá um ranqueamento dos projetos em que será avaliado quais deles precisam mais de recursos, assim as empresa patrocinadoras poderão descontar maior ou menor percentagem o imposto de renda dependendo do projeto que escolherem.


Também colaborou com o debate Isabel de Castro, que compartilhou sua experiência na coordenação da Bienal B e também da Farol, explicando como organiza-se para que o espaço seja auto sustentável, funcionando como uma vitrine para obras mas também como sala para cursos. Isabel lembrou que o artista é o que mais trabalha e menos ganha, e acaba ficando sobrecarregado por ter que fazer tudo sozinho, captar, divulgar, produzir e criar.

O público participante colaborou muito com suas experiências, participantes do Grupo NOS Lemos, presente o evento, deram seu depoimento de como estão conseguindo levar adiante o projeto literário de cada um através de uma organização em grupo, com reuniões quinzenais e aportes financeiros mensais para investimentos. Nesta troca de idéias sobre a necessidade organização ficou clara a importância da internet para a divulgação e distribuição do trabalho do artista, tema que muito comentado pelos participantes do evento e que deverá ser abordado em próximos Papos.

Saiba mais no site: www.artistasgauchos.com.br

Fonte: Fabiane Lima